PALESTRAS

SER MULHER HOJE

Nesta palestra, baseada em livro de título homônimo, a jornalista provoca reflexões sobre o sentido da vida no mundo atual. Leila parte do pressuposto de que viver não é fácil, como todos nós sabemos (e até os mais otimistas concordam), mas pode ser um exercício apaixonante: “É claro que viver dói”, destaca, “mas a dor do viver é infinitamente mais rica e significativa do que a anestesia do não-viver.  E o que chamo de não-viver é o que acontece quando resumimos nosso cotidiano a correr, competir, consumir e representar. Temos competência para viver com mais qualidade, mas é preciso rever valores e posturas. Nossos cotidianos estressantes devem ser reinventados”.

CONTATO

www.dmtpalestras.com.brpalestras@dmtpalestras.com.br
BH: (31)3785-3931   |   SP: (11) 3090-0604